Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Androids & Demogorgons

TV KILLED THE CINEMA STAR

Androids & Demogorgons

TV KILLED THE CINEMA STAR

Da TV Para o Dolby Theatre: Estrelas do Pequeno Ecrã Que Podem Levar o Óscar

Longe vai o tempo em que a televisão era uma rampa de lançamento para ser estrela de cinema – que o diga Shemar Moore [desculpem, não resisti]. Ou que as grandes estrelas de Hollywood centravam toda a carreira no grande ecrã, já que os estúdios de TV não eram suficientemente competitivos para os colocar em séries. O paradigma mudou totalmente e, em anos recentes, é cada vez mais comum ver as vedetas do cinema mudarem-se de 'armas e bagagens' para o pequeno ecrã, ou os atores de televisão encaixarem um ou dois filmes por ano na agenda já atarefada.

 

Domingo, 4, é dia de Óscares e há muitos rostos conhecidos da televisão (ou dos seus bastidores), que podem sair do Dolby Theatre com a estatueta. Vamos à lista!

 

Allison Janney

allison.jpg

 

Lançada para a ribalta por «Os Homens do Presidente», série na qual participou entre 1996 e 2006, Allison Janney tem brilhado na comédia «Mom». Regressou à TV com estrondo em 2014, ano em que 'limpou' dois Emmys, um por «Mom» e outro pela participação especial em «Masters of Sex». Em sentido contrário, recebeu o primeiro Globo de Ouro da carreira por «Eu, Tonya», após cinco nomeações por séries televisivas.

Concorre ao Óscar de Melhor Atriz Secundária por «Eu, Tonya» e é a grande favorita à vitória.

 

 

Daniel Kaluuya

daniel.jpg

 

Uma amiga minha correu para o Twitter após o segundo episódio de «Black Mirror», Fifteen Million Merits, para elogiar o seu protagonista, Daniel Kaluuya. "Ele tinha de saber", diz ela sempre que conta a história. Praticamente desconhecido na altura, em 2011, o ator, que já tinha participado em «Skins», arrasou completamente. Reconhecido finalmente por «Foge», o ator continua a marcar presença em séries televisivas, nomeadamente britânicas. No filme, divide o protagonismo com outra atriz da televisão, Allison Williams, de «Girls».

Concorre ao Óscar de Melhor Ator por «Foge».

 

Jordan Peele

peele.jpg

 

É difícil pensar em Jordan Peele, nomeado para três categorias por «Foge», sem o ligar imediatamente ao seu trabalho em televisão. Começou em «MADtv», e participou, enquanto ator e argumentista, em comédias inusitadas como «Key and Peele», onde dividia as atenções com Keegan-Michael Key. Também se tem destacado em papéis um pouco mais sérios, sendo disso exemplo «Fargo» e «Childrens Hospital». Na vida real, Jordan é casado com a atriz Chelsea Peretti, de «Brooklyn Nine-Nine».

Concorre aos Óscares de Melhor Realizador, Melhor Filme e Melhor Argumento Original por «Foge».

 

Laurie Metcalf

laurie.jpg

 

Habituada a ter de arranjar vestimenta para as premiações dos Emmy e dos Globos de Ouro, já que conta com várias nomeações pelas suas participações televisivas, Laurie Metcalf está agora nas bocas do mundo por «Lady Bird», onde dá vida à mãe da protagonista (Saoirse Ronan). Prestes a regressar a «Roseanne», na recuperação daquele que foi, provavelmente, o papel da sua vida, a atriz é muito popular por interpretar a mãe de Sheldon Cooper (Jim Parsons), em «A Teoria do Big Bang». Além disso, foi também a protagonista da adaptação americana de «Getting On».

Concorre ao Óscar de Melhor Atriz Secundária por «Lady Bird».

 

Kumail Nanjiani

Kumail Nanjiani.jpeg

 

Dinesh Chugtai em «Silicon Valley», Kumail Nanjiani está em destaque pelo argumento de «Amor de Improviso», escrito a meias com a esposa, Emily V. Gordon. A sua inclinação para a escrita de comédia já tem raízes antigas, sendo disso exemplo séries centradas na comédia stand-up, como «The Meltdown with Jonah and Kumail».

Concorre ao Óscar de Melhor Argumento Original por «Amor de Improviso».

 

Aaron Sorkin

aaron.jpg

 

Longe de ser um estranho às lides da sétima arte, Aaron Sorkin é também o responsável pela criação de várias séries, nomeadamente duas séries estratosféricas: «Os Homens do Presidente» e «The Newsroom». Já galardoado com o Óscar pelo argumento de «A Rede Social» (e nomeado também por «Moneyball - Jogada de Risco»), o cineasta volta a marcar presença no Dolby Theatre por um argumento, pelo filme onde se estreia como realizador.

Concorre ao Óscar de Melhor Argumento Original por «Jogo da Alta-Roda».

 

Lesley Manville

lesley.jpg

 

Não é a mais popular entre as nomeadas a Melhor Atriz Secundária, duas das quais já referidas neste artigo, mas é um rosto conhecido das séries britânicas. Entre o currículo, cujo primeiro crédito remonta a 1974, destacam-se séries como «Mum», «River» e «Emmerdale Farm».

Concorre ao Óscar de Melhor Atriz Secundária por «Linha Fantasma».

 

Virgil Williams

virgil.jpg

 

Embora a reação imediata de muita gente possa ser "quem é este?", os fãs de séries televisivas já ouviram provavelmente falar nele. Confusos? Produtor e argumentista de séries como «Serviço de Urgência», «24», «The Chicago Code» e «Mentes Criminosas», Virgil Williams não foi falado em 2016 pelos melhores motivos. Lembram-se de o ator Thomas Gibson ter sido despedido de «Mentes Criminosas» por, alegadamente, tentar agredir um produtor? Virgil Williams era esse produtor...

Concorre ao Óscar de Melhor Argumento Adaptado por «Mudbound - As Lamas do Mississípi».

 

Richard Jenkins

richard.jpg

 

Recentemente, Richard Jenkins participou nas séries «Berlin Station» e «Olive Kitteridge», protagonizada por Frances McDormand, a candidata favorita ao Óscar de Melhor Atriz deste ano por «Três Cartazes à Beira da Estrada». Não obstante, é impossível pensar neste ator sem o ligar imediatamente ao pai da complicada família de «Sete Palmos de Terra», estreada em 2001.

Concorre ao Óscar de Melhor Ator Secundário por «A Forma da Água».

 

Woody Harrelson

woody.jpg

 

Mais ligado ultimamente ao grande ecrã, Woody Harrelson iniciou a sua carreira no elenco principal de «Cheers, Aquele Bar», onde participou em 200 episódios. Passou mais tarde por «Will & Grace» e foi aclamado, em 2014, pela primeira temporada de «True Detective», ao lado de Matthew McConaughey. Deve perder o Óscar para o parceiro de «Três Cartazes à Beira da Estrada», Sam Rockwell.

Concorre ao Óscar de Melhor Ator Secundário por «Três Cartazes à Beira da Estrada».

 

Outros nomeados:

Guillermo del Toro e J. Miles Dale: cocriador e produtor executivo de «The Strain», respetivamente, são os dois produtores de «A Forma da Água destacados na categoria de Melhor Filme.

Michael Green: Com um historial já longo na produção de séries (e argumento), estreou-se este ano na criação em «American Gods», ao lado de Bryan Fuller. No currículo tem séries como «Smallville», «Everwood» e «Heroes». É um dos argumentistas de «Logan», nomeado a Melhor Argumento Adaptado.

Scott Frank: Também argumentista de «Logan», Scott pode subir ao palco com Michael Green caso o filme dos X-Men saia vitorioso. É o criador, argumentista e realizador de «Sem Deus», cuja primeira temporada foi lançada em 2017.

Scott Neustadter e Michael H. Weber: A única nomeação de «Um Desastre de Artista», protagonizado por James Franco e uma recriação dos bastidores de «The Room», cabe a esta dupla por Melhor Argumento Adaptado. Os dois criaram a série «Amigos Coloridos», em 2011, que teve apenas uma temporada.

 

1 bitaite

mandar bitaite