Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Androids & Demogorgons

TV KILLED THE CINEMA STAR

Androids & Demogorgons

TV KILLED THE CINEMA STAR

10 Casados à Primeira Vista – Edição Especial Séries

Inspirada pelo hype de «Casados à Primeira Vista», resolvi aplicar o mesmo conceito no mundo das séries de TV. Como tal, formei casais entre as personagens de diversas séries, que há muito 'entram' pelas nossas casas, acreditando que a sua combinação poderia ser de sucesso. Quanto à razão ou não por detrás das minhas escolhas, nunca saberemos, a menos que alguém os consiga juntar, durante pelo menos uma semana, no mesmo ecrã a 16:9. No final do artigo, sintam-se à vontade para partilharem também os vossos casais improváveis.

 

Sheldon Cooper, de «A Teoria do Big Bang», e Temperance Brennan, de «Ossos»

1.jpg

 

Phil, de «Uma Família Muito Moderna», e Kimmy, de «Unbreakable Kimmy Schmidt»

2.jpg

 

Dexter, de «Dexter», e Annalise, de «Como Defender um Assassino»

3.jpg

 

Barney, de «Foi Assim Que Aconteceu», e Samantha, de «O Sexo e a Cidade»

4.jpg

 

Kevin, de «This is Us», e Ruth, de «GLOW»

5.jpg

 

Cosima, de «Orphan Black», e Theo, de «A Maldição de Hill House»

6.jpg

 

Fred, de «The Handmaid's Tale», e Cersei, de «A Guerra dos Tronos»

7.jpg

 

Dom, de «Looking», e Will, de «Will & Grace»

8.jpg

 

Will, de «The Newsroom», e Lorelai, de «Gilmore Girls»

9.jpg

 

Michael, de «The Good Place», e Selina, de «Veep»

10.jpg

 

 

O Androids & Demogorgons é um dos finalistas nos prémios Sapos do Ano. Podem votar aqui.

 

Os Pilotos Vistos Pela Cath #2: The First

Aqui estamos nós, no Androids & Demogorgons, para mais um piloto novo!

 

Série: "The First"

Género: Ficção Científica/Drama

 

1.jpg

 

Infos relevantes: Criada por Beau Wilimon (House of Cards), série norte americana da Hulu, primeira temporada de 8 episódios.

 

Porquê de ter interesse na série: É sobre Espaço! Tudo o que tenha a ver com irmos lá para “fora” eu vou ter curiosidade em espreitar, ainda por cima com o Sean Penn e o regresso da Melissa George à TV.

 

Elenco: Sean Penn (Mystic River, Milk), Natascha McElhone (Designated Survivor), LisaGay Hamilton (The Practice), Oded Fehr (The Mummy), Annie Parisse (The Following), Melissa George (Alias, Hunted).

 

Pontos positivos: Gostei muito das personagens do Sean Penn e da Natascha McElhone, que em Designated Survivor era muito pãozinho em sal. A base da série assenta numa missão a Marte, estando no ano 2031. Gostei da tecnologia que não demonstra ser nada demasiado futurista/irrealista, mas pelo contrário. O facto de ser da Hulu permite ter acesso aos episódios todos da primeira temporada, por isso “papei” logo de seguida dois episódios para determinar se continuava.

 

Pontos negativos: É um pouco lenta, temos alguns momentos que podiam ser mais "cheios", mas ao mesmo tempo torna-a interessante por isso. Existe um ponto político que poderá sobrepor-se à essência da série, mas esperemos que não vá por aí (deixa a política para House of Cards, Beau). Para quem começar a ver a série irá logo desvendar o que vai acontecer no primeiro episódio, e, por isso, espero também que seja das poucas vezes que adivinhamos o que se sucede. Vá, surpreendam-nos! O drama familiar também é algo que pode estragar um pouco a série, afinal de contas nós queremos é ir para o espaço, para dramas já chegam as outras 1226545245 séries.

 

Para quem é esta série: Para quem gosta de Espaço, de um pouco de drama, de questões como "Será que devemos colonizar outro planeta, ou cuidar primeiro do nosso?", de uma boa banda sonora.

 

Séries parecidas: The Expanse, Dark Matter.

 

Vou continuar ou não: Sim. Fiquei com a pulga atrás da orelha sobre demasiadas coisas e lá vai ter de ser, mais uma para a lista.

 

 

Próximo piloto: New Amsterdam (mas chutem mais!)

Posts Improváveis: "Graças a Deus Não Sou Português"

Numa qualquer tarde de outono, em 2017, descobri que um dos protagonistas de «Por Treze Razões» se chamava Dylan Minnette e ri-me durante dias. Uma pessoa acha que finalmente atingiu a idade adulta, e eis que surge um desafio à nossa pretensa maturidade. Falhei redondamente. Lembrei-me então de um caso igualmente 'interessante', que tinha encontrado ao pesquisar o elenco de «Conviction», Fode Bangoura. Depois, usando a minha criatividade – que seria muito mais útil noutros campos da minha vida –, organizei uma lista de atores de TV peculiar: o elemento comum é que se fossem portugueses estavam, no mínimo, tramados. Imaginem uma série com este elenco...

 

Dylan Minnette, «Por Treze Razões»

1.jpg

 

Swati Kapila, «A Teoria do Big Bang» e «Bloomers»

1.jpg

 

Danny Kamekona, «Hawaii Five-O» e «Magnum, P.I.» (antigas)

1.jpg

 

Fode Bangoura, «Conviction» e «Incorporated»

1.jpg

 

Katie Iacona, «Orange is The New Black»

1.jpg

 

Pierson Fode, «The Bold and the Beautiful»

1.jpg

 

Arlyn Broche, «Ballers» e «The Haves and the Have Nots»

1.jpg

 

 Yasuaki Kurata, «Garo: Yami o Terasu Mono»

1.jpg

 

Anais Granofsky, «Degrassi: The Next Generation»

1.jpg

 

Jorge Luis Pila, «The Return»

1.jpg

 

Karen Tusa, «Life of Deaths»

1.jpg

 

Ronni Ancona, «Hope Springs»

1.jpg

 

Kendrick Merdani, «Sob Suspeita», «The Blacklist» e «MacGyver»

1.jpg

 

Clara Buceta Hager, «The Peppercorns»

1.jpg

 

Pau Durà, «El Príncipe»

1.jpg

 

 

Menções Honrosas:

Monica Caga Lindo, Departamento Editorial

Queca Herrero, Argumentista e Ator

Maggie Caputa, Atriz

Tusa Montes, Departamento Musical

Stelios Pissas, Departamento de Fotografia

 

Top 5: As Músicas da TV Que Marcaram uma Pessoa "Alérgica" a Musicais

Se algum dia for necessário preencher o meu boletim clínico de cinéfila e seriólica, provavelmente estará lá, a negrito ou em letras garrafais, que não gosto particularmente de musicais. Reconheço que o problema não são eles, sou mesmo eu: ninguém comunica a cantar – a minha colega de casa ainda tenta, mas sem o glamour de «Moulin Rouge!» (2001) ou «Galavant», a coisa não corre bem (adivinhem quem vai acabar a lavar a louça hoje à conta disto).

 

1.jpg

 

Acabo a ver musicais, ainda assim, porque tive o azar de escolher amigos que os adoram. Então, lá vou eu atrás, frequentemente e mais vezes do que gostaria, para uma sala de cinema ou para uma maratona Netflix (para a qual não fui tida nem achada). No dia em que virem alguém lançar sinais de luz no cinema, em busca de ajuda, provavelmente serei eu. Apesar de tudo, vejo séries musicais sem ser necessário recorrer a um colete de forças. Admito a falta de coerência da minha parte, mas a verdade é que, nalguns casos, o dito popular é mesmo verdade: primeiro estranha-se, depois entranha-se. Claro que os casos de sucesso se contam pelos dedos de uma mão, pelo que se torna relativamente fácil selecionar um top. O mais difícil é mesmo, entre as séries que saltaram a barreira do meu 'preconceito' – em fases diferentes da minha vida –, escolher apenas cinco músicas...

 

5) Glee, "Smooth Criminal"

Comecei a ver esta série por causa de uma amiga que a largou pouco depois. Desisti perto do final, mas esta música ficou sempre na minha memória, apesar da passagem muito curta de Grant Gustin por «Glee».

 

 

4) Smash, "Don't Forget Me"

Embora prefira a primeira temporada da série, acabo por escolher uma música que figura na segunda, como reprise, na voz de Megan Hilty. Neste disputa Katharine McPhee vs. Megan pelo papel de Marilyn Monroe, sou totalmente Team Megan.

 

 

3) Crazy Ex-Girlfriend, "California Christmastime"

Esta é música ideal para ouvir quando surgem os primeiros enfeites de Natal, em outubro. Há pelo menos uma semana que o Jumbo me anda a desejar Feliz Natal, ou os centros comerciais estão enfeitados com renas e Pais Natais. Não havia necessidade.

 

 

2) Galavant, "Love is Strange"

Ainda não recuperei do cancelamento da série, algo que ficou ainda mais assente após uma viagem pelo YouTube para escolher a minha música favorita. Não foi nada fácil. Para quem anda vidrado/a em «This is Us», espreitem esta série, já que é do mesmo criador, Dan Fogelman.

 

 

1) Crazy Ex-Girlfriend, "It Was A S*** Show"

Spoiler Alert! Se é para a minha personagem sair de uma série, que seja assim. A música de despedida entre Rebecca (Rachel Bloom) e Greg (Santino Fontana) está incrivelmente bem escrita e resume o espírito do melhor que oferece «Crazy Ex-Girlfriend». Uma dupla encantadora, que também pode ser encontrada em "I Gave You a UTI"...

 

 

 

Partilhem também as vossas preferências! 

 

18 Séries Para Ver Antes de 2019

Ano novo, séries novas, certo? Certo... E errado. Não deixes para o ano algo que podes começar já hoje (ou nos próximos dois meses)! Antes da contagem decrescente para mais um ano repleto de objetivos e promessas, solta o teu lado geek e agarra-te com unhas e dentes às novidades que te esperam no pequeno ecrã. Embarcas comigo nesta viagem? Fica com 18 sugestões de séries que vão estrear, em Portugal e além-fronteiras, e que merecem a tua atenção.

 

1.jpg

 

1. Homecoming | Amazon Prime Video, 2 de novembro

Heidi (Julia Roberts) trabalha na Homecoming, uma organização que visa ajudar soldados a regressar à sua vida normal. No entanto, entre boas intenções e histórias aparentemente inofensivas, há consequências imprevisíveis que escapam ao controlo da protagonista. Anos mais tarde, já Heidi mudou de vida quando o Departamento da Defesa lhe pergunta porque deixou a Homecoming... Mas qual o preço da verdade? Um dos criadores, Sam Esmail, é o responsável por «Mr. Robot».

 

2. Medal of Honor | Netflix, 9 de novembro

Série híbrida, entre o drama, a ação e o documentário, que retrata sacrifícios pessoais que tiveram como gratificação a maior distinção militar: a Medalha de Honra. Uma homenagem aos soldados norte-americanos, tendo por base histórias reais e inspiradoras. Destaque para a participação da dupla de «Diários do Vampiro», Paul Wesley e Steven R. McQueen, bem como de Aldis Hodge («Black Mirror») e Ben Schwartz («Parks and Recreation»).

 

3. Westside | Netflix, 9 de novembro

Sem guião e muito pessoal: é este o mote de «Westside», uma série original da Netflix que tem como protagonistas nove músicos à procura do sucesso. A residir em Los Angeles e de olhos postos em Hollwyood, este grupo permite um novo olhar sobre a busca da fama, com os desafios e as emoções por detrás de um espetáculo num dos maiores palcos de todos...

 

4. Origin | YouTube Premium, 14 de novembro

Para quem é fã de «Harry Potter», nomeadamente dos filmes, esta é uma série que reúne no pequeno ecrã os atores que deram corpo a Nymphadora Tonks (Natalia Tena, «A Guerra dos Tronos») e Draco Malfoy (Tom Felton). Para quem não fica convencido apenas com este 'acontecimento', a série retrata a luta pela sobrevivência de um grupo de estranhos que se encontra numa nave a caminho de um planeta distante. Quando tudo corre mal, o grupo tem de se unir para escapar à tragédia anunciada, sobretudo quando percebem que um deles não é quem diz ser...

 

5. Narcos: México | Netflix, 16 de novembro

A quarta temporada de «Narcos» marca uma nova era para a série de sucesso da Netflix, já depois de uma terceira temporada sem Wagner Moura, que deu vida a Pablo Escobar. «Narcos: México» explora as origens da guerra moderna em torno das drogas, viajando até à raiz do problema, quando o tráfico mexicano era desorganizado e baseado em inúmeros 'profissionais' independentes. Em foco está o cartel Guadalajara, com Félix Gallardo (Diego Luna) na liderança.

 

6. O Método Kominsky | Netflix, 16 de novembro

No mesmo ano em que arranca a temporada final de «A Teoria do Big Bang», o criador Chuck Lorre estreia-se com um original Netflix, protagonizado por Michael Douglas e Alan Arkin. Sandy Kominsky (Michael Douglas) é um treinador de atores envelhecido, que vive ainda preso a um êxito do passado. Na companhia do seu melhor amigo Norman Newlander (Alan Arkin), a dupla tenta manter uma atitude positiva, à medida que explora os pontos altos e baixo da idade e da carreira...

 

7. My Brilliant Friend (L'Amica Geniale) | HBO, 18 de novembro

Baseado na saga de sucesso de Elena Ferrante, «My Brilliant Friend» recupera a história de Elena Greco, uma mulher agora já com alguma idade, que vive numa casa cheia de livros. Inspirada pelas suas memórias, decide ligar o computador e contar a história da sua amizade com uma amiga da infância, que desapareceu sem deixar rasto. Uma amizade longa, com origem numa escola primária de Nápoles, na década de 1950.

 

 

8. The Little Drummer Girl | AMC Internacional, 19 de novembro

Mais uma aposta inspirada pela literatura, neste caso um livro de John le Carré, «The Little Drummer Girl» é uma minissérie que retrata um mundo de espiões, com Michael Shannon, Florence Pugh e Alexander Skarsgård nos principais papéis, e novo foco na questão Israel-Palestina. Após uma explosão numa casa com ligações a Israel, o país está determinado a travar a série de ataques, que tem como responsável um palestiniano. Para tal, convertem uma excêntrica atriz de origem inglesa em agente, tendo como objetivo que ela ganhe a confiança da rede palestiniana.

 

9. Dirty John | Bravo, 25 de novembro

Inspirada pelo podcast com o mesmo nome do jornalista Christopher Goffard, e um caso real, «Dirty John» recupera o caso de John Meehan (Eric Bana), um médico carismático que encanta a aparentemente perfeita Debra Newell (Connie Britton). O romance evolui rapidamente, para desagrado das filhas Terra (Julia Garner) e Veronica (Juno Temple), que não tardam a investigar melhor John. Debra vai-se deixando atrair pelos encantos do namorado, ficando cada vez mais amarrada às suas mentiras e manipulações, o que tem resultados terríveis para toda a sua família.

 

10. Escape at Dannemora | TVSéries, 25 de novembro

Para convencer alguém a ver esta série, basta enumerar o elenco principal: Benicio Del Toro, Patricia Arquette e Paul Dano. A minissérie, com estreia marcada no TVSéries, retrata uma história que tem tanto de real como de surreal. A narrativa é baseada na fuga, em 2015, de dois assassinos detidos numa prisão em Nova Iorque, que foram ajudados a escapar por Tilly (Patricia Arquette), uma mulher casada com quem os dois mantiveram um caso. A caraterização das personagens, que visa torná-los parecidos com os intervenientes reais, torna o trio de protagonistas quase irreconhecível.

 

11. 1983 | Netflix, 30 de novembro

A fazer lembrar a série «The Man in the High Castle», «1983» marca a estreia de um original polaco na plataforma de streaming Netflix. Numa realidade diferente daquela que conhecemos, o país vive num regime totalitário e a Cortina de Ferro ainda está de pé. Já o ano que dá nome à série marca a data de um ataque terrorista que resultou na libertação da Polónia e na queda da União Soviética; a ação tem lugar 20 anos depois, em 2003, altura em que um estudante de Direito e um polícia desmontam a conspiração por detrás dos acontecimentos.

 

12. The ABC Murders | BBC, dezembro

Hercule Poirot tem novo intérprete! John Malkovich é o próximo ator a vestir a pele, ou o bigode, da emblemática personagem criada por Agatha Christie. Desta feita, a BBC prepara-se para adaptar ao pequeno ecrã «The ABC Murders», cuja ação se situa na década de 30, quando a Inglaterra está dividida e as suspeições se levantam a um ritmo alucinante. Poirot enfrenta um assassino em série conhecido como "ABC", e tem como única pista o 'ABC Railway Guide' que o sanguinário deixa sempre no local do crime. O elenco conta também com Rupert Grint, o eterno Ron de «Harry Potter».

 

13. Nightflyers | Netflix, 2 de dezembro

Desenganem-se aqueles que achavam que o regresso de George R.R. Martin ia demorar tanto quanto «A Guerra dos Tronos». O Syfy Internacional prepara-se para lançar «Nightflyers», que acontece em 2093 e se foca num grupo de cientista a bordo da Nightflyer, a nave mais evoluída alguma vez construída. O objetivo é encontrar outras formas de vida, sendo que a missão os leva até ao limite do Sistema Solar, mas também da própria insanidade. É que o terror não está à espreita no desconhecido... está na própria nave.

 

14. Dogs of Berlin | Netflix, 7 de dezembro

Segundo original alemão depois de «Dark» na Netflix, «Dogs of Berlin» centra-se na investigação policial do homicídio do jogador Orkan Erdem. Os agentes Erol (Fahri Yardim) e Kurt (Felix Kramer) procuram o responsável, mas a tarefa não se adivinha fácil, uma vez que a lista de suspeitos é bastante extensa, e inclui os neo-nazis, um clã turco, a Máfia e os próprios adeptos! Para serem bem-sucedidos na sua missão, Erol e Kurt têm de embrenhar no lado negro da capital da Alemanha.

 

15. Tidelands | Netflix, 14 de dezembro

De origem australiana, «Tidelands» tem como palco a pequena localidade de Orphelin Bay, habitada por indivíduos metade sereia, metade humanos, os Tidelanders. Quando o cadáver de um pescador local dá à costa, uma ex-criminosa, que regressou a casa há pouco tempo, tem de desmascarar os segredos da localidade e dos seus misteriosos habitantes.

 

16. The Order | Netflix, 15 de dezembro

Jack Morton (Jake Manley), recém-chegado à universidade, junta-se a uma organização secreta, 'The Order'. O seu novo mundo tem magia, monstros e muita intriga, e, à medida que Jack fica cada vez mais envolvido na rede, descobre segredos obscuros da famíla e uma batalha a decorrer entre lobisomens e as artes negras. O drama sobrenatural conta com um elenco de luxo, onde se destacam Sarah Grey, Matt Frewer e Sam Trammell.

 

17. Diablero | Netflix, 21 de dezembro

Ainda mal assentou a poeira do sucesso de «A Maldição de Hill House», e já há mais uma série de terror à espreita na Netflix, desta feita com origem no México. «Diablero» conta a história de um padre arruinado, um caçador de demónios lendário e um super-herói moderno, que unem esforços para combater o Mal. A narrativa é inspirada pela obra do mexicano Francisco Haghenbeck.

 

18. Era Uma Vez em Watership Down | Netflix, 25 de dezembro

É possível ocupar um longo parágrafo com as vozes de luxo que embelezam esta série animada, mas vou destacar apenas algumas: James McAvoy, John Boyega, Ben Kingsley, Gemma Arterton, Daniel Kaluuya e Rosamund Pike. Esta aposta da Netflix e da BBC One recupera a história de um bando de coelho que embarca numa viagem arriscada em busca de um novo lar, numa adaptação da obra de Richard Adams, que já teve outras incursões ao longo dos anos, nomeadamente o filme «Watership Down» (1978).

 

 

Qual a série que desperta mais a tua curiosidade? E que séries adicionarias a esta lista?

 

Agenda/Novembro: Estreias na Televisão em Portugal

Estreia do mês: Narcos: México

Regresso mais esperado: House of Cards

Figura do mês: Michael Douglas

 

1.jpg

 

 The Judgement | Netflix, 1 de novembro

 

Blue Bloods - Temporada 9 | FOX Crime, 2 de novembro

 

Lucky Man - Temporada 3 | AMC, 2 de novembro

 

House of Cards - Temporada 6 | TVSéries, 3 de novembro

 

Ray Donovan - Temporada 6 | TVSéries, 6 de novembro

 

Arma Mortífera - Temporada 3 | AXN, 7 de novembro

 

Investigação Criminal: Los Angeles - Temporada 10 | FOX, 8 de novembro

 

Hawai: Força Especial - Temporada 9 | FOX, 8 de novembro

 

A Pecadora - Temporada 2 | Netflix, 9 de novembro

 

Westside | Netflix, 9 de novembro

 

A Teoria do Big Bang - Temporada 12 | AXN, 10 de novembro

 

Outlander - Temporada 4 | TVSéries, 11 de novembro

 

Young Sheldon - Temporada 2 | AXN, 11 de novembro

 

 

Fargo - Temporada 3 | AMC, 13 de novembro

 

Beyond | Syfy, 14 de novembro

 

Black Box | TVSéries, 15 de novembro

 

Narcos: México | Netflix, 16 de novembro

 

O Método Kominsky | Netflix, 16 de novembro

 

Father Brown - Temporada 3 | FOX Crime, 19 de novembro

 

S.W.A.T. - Força de Intervenção - Temporada 2 | AXN, 19 de novembro

 

The Last Kingdom - Temporada 3 | Netflix, 19 de novembro

 

Magnum P.I. | FOX, 20 de novembro

 

MacGyver - Temporada 3 | FOX, 21 de novembro

 

Fronteira - Temporada 3 | Netflix, 23 de novembro

 

Escape at Dannemora  | TVSéries, 25 de novembro

 

The Resident - Temporada 2 | FOX, 28 de novembro

 

1983 | Netflix, 30 de novembro

 

Baby | Netflix, 30 de novembro

 

F is for Family - Temporada 3 | Netflix, 30 de novembro